Cadastre-se

17/10
Alho requer tempo, mas pode ser facilmente cultivado em vasos

Um dos principais ingredientes da culinária brasileira, o alho também pode estar presente na horta da sua casa. Embora demore um pouco para se desenvolver (cerca de sete a oito meses), ele tende a ser uma grande opção para quem é fã de temperos orgânicos fresquinhos.

Conhecido, inclusive, por suas propriedades medicinais, que beneficiam o coração ao relaxar os vasos sanguíneos, o condimento pode ser facilmente plantado em vasos com uma série de cuidados especiais de cultivo, além – é claro – de algumas doses de paciência. Confira:

Plantio - antes de incluir a cultura desse tempero na horta de casa vale a pena comprar os “dentes do alho” que servem como sementes em viveiros especializados, além de escolher um vaso grande de, aproximadamente, 20 centímetros de profundidade que tenha furos na base para facilitar a drenagem das irrigações. Também é importante optar por um substrato leve, enriquecido com matéria orgânica e bem drenado, para que eles possam germinar sem problema.

Nesta mistura, basta enterrar as sementes a quatro centímetros de profundidade, deixando um espaço de 15 centímetros entre uma e a outra, para que os ramos não se enrosquem e tenham o crescimento prejudicado.

Regas, exposição ao sol e nutrição - com os dentes de alho já plantados, a terra deve receber regas discretas diariamente para não ficar encharcada, pois esse tipo de tempero não aguenta umidade em excesso. Além disso, é fundamental para o seu desenvolvimento a exposição contínua e prolongada à luz e a adubação feita com Dona Flor Horta a cada três meses para lhe render uma maior produtividade.

Colheita - o alho estará bom para a colheita quando o seu pé atingir de 30 a 40 centímetros de altura e apresentar de três a quatro folhas verdes. Seu processo de colheita é todo feito manualmente. Após a retirada da terra, é necessário deixar os bulbos (cabeças do alho) expostos ao sol de três a quatro dias.

Posts Relacionados