Cadastre-se

Enciclopédia

Busque uma planta
GOIABEIRA < voltar
FOTO_GOIABEIRA

Nome científico: Psidium guajava.

Família: Myrtaceae.

Origem: América tropical, possivelmente na área entre o México e o Peru.

Características: perene e tropical, a goiabeira gosta de clima quente para se desenvolver. Tem tronco tortuoso, que pode atingir de três a cinco metros de altura, mas há casos em que o seu pé alcança até oito metros. Suas folhas são elípticas, de coloração verde clara, pilosas quando jovens e com nervuras bem marcadas. As flores são axilares e hermafroditas, de coloração branca, com longos e numerosos estames. Sua frutificação se estende desde o verão até o outono, mas pode ser conduzida por meio de podas para que dure o ano todo.

Época de floração: ocorre na primavera, apenas nos ramos produzidos durante o ano corrente.

Reprodução: multiplica-se por sementes, mas principalmente por enxertia e estaquia.

Solo: profundos e bem drenados, de preferência com elevado teor de matéria orgânica e topografia plana ou levemente inclinada.

Cultivo: deve ser cultivada sob sol pleno, em solos férteis, drenáveis, ricos em matéria orgânica e irrigados periodicamente. Por isso, evite locais com ventos frios e, principalmente, com geadas, pois sob o inverno intenso, suas folhas e ramos queimam. A colheita da goiabeira ocorre de janeiro a abril e é realizada manualmente. Como o fruto se desenvolve rápido, é possível colhê-los três vezes por semana.

Adubação: para proporcionar um melhor enchimento dos frutos, aplique Dona Flor Pomar a cada três meses.

Podas: as podas da goiabeira são especiais e efetuadas para a formação da copa e a frutificação. Árvores corretamente podadas podem produzir cerca de 100 kg de frutos por ano, assim como podas mal realizadas podem inviabilizar sua produção.

Cuidados:
as principais pragas da goiabeira são a mosca-das-frutas e o gorgulho da goiabeira, que provocam grandes prejuízos ao produtor. Uma dica para controlar o ataque desses insetos é ensacar os frutos no pé.

Dicas: colha do pé apenas as frutas recém-desenvolvidas e com coloração verde-mate.  Frutos rachados, podres e caídos devem ser enterrados para evitar a disseminação de pragas.

 

Crédito: Shutterstock