Cadastre-se

10/10
Garantias de saúde, ervas medicinais podem ser cultivadas na horta de casa

Bastante populares entre as vovós quando o assunto é a luta contra aquela dorzinha de cabeça chata e o embrulho no estômago, as ervas medicinais podem ser uma alternativa natural para quem deseja se livrar desses incômodos sem recorrer, num primeiro momento, aos remédios convencionais.

Aliadas do bem-estar, muitas delas podem ser cultivadas com facilidade na horta de casa. Para isso, basta escolher as espécies adequadas, além de cultivá-las da forma correta em vasos (com cerca de 30 cm de diâmetro e ao menos 20 centímetros de profundidade) ou canteiros (com pelo menos um metro quadrado e 20 centímetros de profundidade).

Por isso, confira, a seguir, as principais ervas medicinais plantadas no jardim, além de dicas preciosas de cultivo que incluem a adubação com Dona Flor Ervas e Temperos a cada 15 dias, logo após a rega habitual para deixá-las mais fortes e resistentes.

Hortelã: capaz de aliviar enjoos e combater inflamações, deve ser plantada com mudas, por meio de rizomas retirados de plantas desenvolvidas ou, até mesmo, a partir do enraizamento de estacas. Comporta-se bem em solo úmido, rico em matéria orgânica, e deve receber bastante luminosidade (cerca de três a quatro horas de incidência solar diária).

Erva-doce: arma poderosa contra cólicas e problemas digestivos, além de tosse e bronquite, devido à sua função expectorante, precisa ser cultivada em local ensolarado e receber regas uma vez ao dia, mas com cuidado para não deixá-la encharcada. Sua multiplicação é feita em solos arenosos a partir de sementes ou mudas já formadas.

Tomilho: cultivado como condimento, tem propriedades antissépticas, antiespasmódicas (capazes de evitar espasmos musculares), expectorantes e vermífugas. De fácil cultivo, gosta de sol e resiste muito bem a tempo seco. Também não suporta excesso de água.

Cavalinha: com mais de 300 milhões de anos, sua função adstringente e diurética auxilia no tratamento de diarreias, infecções de bexiga e cálculo renal, além de ajudar a evitar varizes, estrias, celulites e acne na pele. Para se desenvolver ao longo dos anos, deve ser cultivada em solos úmidos, estar sempre sob sol pleno e receber regas frequentes.

Capim-limão/Capim-santo: ideal para o combate à insônia, dores musculares e desconfortos causados por gases abdominais, cólicas e gripe, aprecia clima tropical para crescer, além de solo areno-argiloso, bem drenado e rico em matéria orgânica e nutrientes. Deve ser cultivado a pleno sol e receber regas diárias.

Posts Relacionados