Cadastre-se

19/09
Horta de temperos na casa de praia exige cuidado redobrado com sol e ventos

Boa pedida até mesmo para quem mora ou passa alguns dias de folga no litoral, a horta de temperos pode descer a serra e formar um lindo jardim na varanda ou quintal da sua casa de praia. Para isso, alguns cuidados precisam ser tomados, pois as condições climáticas do local podem comprometer o desenvolvimento das plantas se não forem levadas em consideração.

Incidência do sol
Qualquer tipo de planta, inclusive os temperos, não sobrevivem sem os raios solares. No entanto, se eles forem muito fortes ou incidirem por muito tempo sobre a horta, podem queimar as folhas das espécies cultivadas. Por isso, no litoral, o ideal é que as ervas tenham até quatro horas diárias de exposição ao sol e nada mais.

Correntes de vento
Devido às correntes de vento típicas da região litorânea, a horta de temperos precisa ser cultivada em um lugar protegido, como atrás de um muro, por exemplo. Isso porque a ação constante dos ventos sobre a planta resseca e pode até queimar suas folhas, além de levar areia para a terra do vaso ou canteiro, prejudicando o seu desenvolvimento.

Regas
Os ventos típicos da região litorânea também influenciam diretamente na quantidade de regas que a horta de temperos deve receber. Nos locais que sofrem muito com as correntes de ar, a dica é fazer a rega duas vezes ao dia para evitar o ressecamento das espécies cultivadas. “No entanto, para ter certeza se é ou não hora de molhar suas plantas, coloque o dedo na terra para averiguar se ela está úmida ou seca”, ressalta Silvia Jeha, herborista do viveiro Sabor de Fazenda, de São Paulo.

Nutrição
Independentemente do ambiente, a nutrição da horta de temperos é fundamental para o seu desenvolvimento. Por isso, aplique Dona Flor Ervas e Temperos a cada quinze dias após a rega habitual para que a planta atinja seu potencial vegetativo e fique ainda mais forte e resistente.

Posts Relacionados